3 regras de ouro para começar a fazer marketing no Snapchat - Pivot Estúdio Web
3 regras de ouro para começar a fazer marketing no Snapchat - Pivot Estúdio Web
15775
single,single-post,postid-15775,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.5.3,vc_responsive
 

3 regras de ouro para começar a fazer marketing no Snapchat

3 regras de ouro para começar a fazer marketing no Snapchat

18/05/16 3 regras de ouro para começar a fazer marketing no Snapchat

O Snapchat é aquela rede dos jovens vorazes por tecnologia, efemeridade e autenticidade. Ali, não dá pra filtrar muito o que você faz e, sinceramente, você pouco se importa. O conteúdo some em 24 horas e quem viu, viu. Não à toa, as marcas ainda se sentem perdidas neste processo, sem saber como usar o Snapchat em sua comunicação.

Por que usar*?

  1. O Snapchat é mais conhecido que o Pinterest, Linkedin, Tumblr e Vine.
  2. Possui mais usuários do que o Twitter.
  3. Cresceu, em um ano, o mesmo que o Twitter em 4 anos.
  4. Já é a segunda rede social favorita nos Estados Unidos.
  5. É extremamente popular entre os jovens.

1. Conheça seu público

45% dos usuários de Snapchat tem entre 18 e 24 anos. Se sua empresa tem um perfil mais conservador ou um público com idade mais avançada, Snapchat não é a rede mais adequada para investir seus esforços de marketing digital. Esse público é atraído pela versatilidade do aplicativo, que permite gravar vídeos, postar fotos e possui recursos criativos, como máscaras sobre rostos e possibilidade de escrever/desenhar em cima das mídias.

Gráfico de distribuição de idade no Snapchat

2. Aprenda a engajar

Esqueça otimização de hashtags, palavras-chave e investimento em SEO. No Snapchat, o buraco é mais embaixo. Ainda é uma rede difícil de metrificar, pois não temos os likes, compartilhamentos e retweets de praxe. A única métrica, por enquanto, é de quantas pessoas visualizaram seu post. Mas não se engane, o engajamento é garantido. Isso porque, as pessoas precisam ir ao seu perfil para ver os posts. Não há uma timeline obrigatória e que prioriza comercialmente uma empresa à outra. Aqui, você só vê o conteúdo que te interessa e se sua empresa está entre os escolhidos, parabéns! A atenção é toda sua.

3. Saiba produzir conteúdo

Os vídeos têm sido as meninas dos olhos. Muitos artistas usam o Snapchat para falar do seu dia a dia, mostrar seus shows e também ganhar seus jabás mostrando produtos que ganharam. Por enquanto, aqui no Brasil, esta tem sido a máxima: artistas como Karol Conka (snap: RealKarolConka) e Fernanda Souza (snap: eu.fesouza) usam intensamente a rede ao longo dia e já possuem uma base sólida de seguidores.

Em casos de empresas é importante pensar em que conteúdo a empresa pode produzir, como isto será executado e se há interesse por parte do público. Se você é um cantor, isto fica fácil, pois o conteúdo já é bem atrativo. Mas e quando você tem uma loja virtual, por exemplo? Avalie quais conteúdos poderá postar, como será o dia a dia na rede. É interessante mostrar bastidores, postar tendências, pedir opinião do público. A loja virtual Universo Onassis (snap: universoonassis) faz bem este trabalho: postam produtos novos, encomendas que ainda serão entregas e possuem um diálogo próximo com o público, pois incitam interesse de forma intimista, exatamente o que os usuários da rede social esperam.

*(via Update and Die)